Nunca gostei de ler livros.

by - August 07, 2013

Sempre gastei meu tempo desde uns 13 anos de idade lendo blogs na internet. Foi assim que  aprendi a ganhar o gosto de escrever. Eu sempre tentei escrever de um jeito que não me identificasse nem entregasse muito as pessoas nele mas eu nunca consegui. Escrever pra mim sempre significa dizer o que estou sentindo pra mim mesma, pra desabafar ou pra dizer algo para alguém que talvez nem entre nesse blog para ler, mas quem sabe um dia eu mande o link e a pessoa acabe descobrindo. Eu sempre gostei de escrever, mas nunca soube bem sobre o que eu gostava de escrever. Depois de alguns blogs fracassados, eu percebi que escrevia bem quando escrevia sobre o que eu sentia. E então, nasceu o "Um Passo". Bem, eu sempre foi muito ruim com nomes, e sempre gostei de mudar a cara desse blog por vezes cheguei a fecha-lo por achar ele um fracasso, mas ele esta aqui, e sobreviveu há todos esses pequenos anos, peguei um amor, deixei meu amor aqui, minhas histórias, porque deletar? 

Desculpe perder o foco do assunto, eu sempre faço isso. Mas voltando ao assunto de que nunca gostei de ler livros, queria dizer que ando lendo: muito. Eu não podia deixar de começar com a história que eu mais gostava: o Para Francisco, que por acaso o livro nasceu de um blog. Comecei com ele, depois um outro de auto ajuda e agora estou devorando um há 3 dias. Tenho usado o tempo que passo nos transportes públicos pra isso: me preencher de novas histórias. Ta sendo bom, tem me distraído e me deixado meio emocionada e sensível também. Acontece que o grande barato é que eu odiava ler. E hoje eu tenho achado simplesmente um passatempo gostoso. As vezes a gente acha que nunca vai conseguir gostar de outras coisas, e essa é a prova de que eu estava completamente enganada com esse tipo de pensamento. É preciso provar coisas diferentes, ver se você se sente agradável. Tudo é uma questão de se permitir. Acho que esse é um dos pequenos segredos da vida, ou não.

Confesso que eu queria ser mais interessante e escrever novos textos, mas últimamente tudo o que se passa pela minha cabeça me parece meio triste, e acho que não quero ficar compartilhando pensamentos ruins que depois passam e me fazem sentir como uma idiota. Hoje tento me reservar mais, por mais difícil que isso seja pra mim, que sempre fui praticamente um livro aberto na internet. Sim, as coisas realmente precisam mudar, principalmente quando elas afetam o que você é ou se tornou.

Hoje só quero ficar tomando meu café e lendo meu livro.
Sem pensar no passado ou no futuro (já fiz isso demais nos ultimos dias).

You May Also Like

0 comments

Obrigada pela visita :)