Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.

by - August 13, 2012

A vida passa e a gente nem se da conta. Tem dias em que eu acordo querendo morrer, e tem dias em que vou dormir desejando acordar com vontade de viver. Tem dias em que dormir é mais difícil que acordar. Tem dias em que tudo parece não ter sentido, e aparece alguém e diz: "para de sentir medo menina, enfrenta tudo... só assim você vai aprender". Me lembro das poucas angustias que você me contou, me lembro de como você enfrentou toda aquela situação com um sorriso no rosto. Os dias iam ficando mais longos a cada novo problema, e você sempre dizia que tudo ia melhorar, e que o bom humor era a peça mais importante pra enfrentar os problemas.

Quando eu já estava aceitando toda aquela situação você me surpreendeu soltando numa conversa: "Me desculpa pâm, mas eu não posso ficar perdendo meu tempo aqui, eu tenho talento, e você também... vai embora daqui o mais rápido que você puder". As pessoas sempre saem da minha vida da mesma maneira que elas chegam, do nada. Meio sem entender nada eu perguntei até quando você ficaria, e você disse: "Estou indo embora hoje no final do dia, e depois volto apenas pra pegar minhas coisas". Sem ter como palpitar eu simplesmente aceitei aquilo, e engoli de maneira normal.  

O tempo passou, e alguma vezes você ligou e disse: "Vem me visitar, vem me contar as novidades, e vem conhecer meu novo ambiente". Eu sempre digo a todo mundo que vou a lugares que nunca vou aparecer só pra não decepciona-los, e com você não foi diferente. O tempo foi passando, e depois tudo se fez pra mim, as coisas mudaram e também tive chances de sair do buraco onde eu me enfiei. Com graça, conquistei pequenas coisas que não sabia que era capaz. A você, e suas pequenas palavras, o meu obrigada.

Me lembro de estar no carro do Felip voltando pra "casa" quando vi uma mensagem do Diego. Pra ser sincera não dei muita atenção, me perdoe por isso. Eu sempre faço questão de ver o porque as pessoas estão falando comigo ou me procurando, mas dessa vez, eu deixei pra lá. No dia seguinte, acordei e resolvi checar o que estava acontecendo nas minhas redes sociais, e vi a mensagem do Diego dizendo que você tinha falecido. Meio sem saber como digerir, eu sem pensar perguntei como foi que tudo tinha acontecido, e ele simplesmente disse que você se foi dormindo. Tentei me segurar, mas instantâneamente tudo o que passamos me veio na cabeça, e toda aquela vontade e sede de viver não poderia ter acabado assim da noite pro dia. Você não merecia aquilo, talvez eu, ou qualquer pessoa deveria, mas não você. 

Depois de algum tempo comecei a refletir e percebi que pessoas boas como você realmente não merecem passar por tanto sofrimento e por tanta coisa e ainda assim sorrir para pessoas que no fundo só querem te ver chorar. Talvez esse aqui não fosse o seu lugar. A única coisa que posso fazer agora é te agradecer, por todas as palavras, e por ensinar a forma certa de agir em meio a tantos problemas e a tantas pessoas ruins. Sei que você não vai ler esse texto, também sei que eu já tinha desistido desse blog, mas meu coração precisava dizer, e ninguém iria entender, além de eu mesma. Obrigada, obrigada. Ainda quero realizar aquele sonho, e sei que quando eu realizar, quero que você vibre por mim, onde quer que você esteja.

Charly, saudade.

You May Also Like

1 comments

  1. Está a acontecer um concurso no meu blog chamado "Critica aqui". Passa lá para participares e divulga!
    http://writersfield.blogspot.pt

    ReplyDelete

Obrigada pela visita :)