Virginia Woolf

by - April 29, 2011

Sozinha, muitas vezes mergulho no nada.
Preciso firmar meu pé fortemente, 
senão caio do limite do mundo para dentro do nada.

You May Also Like

0 comments

Obrigada pela visita :)