I've had so many words but i had no courage.

by - April 15, 2011


Você não sabe, ninguém nunca soube de verdade o que aconteceu. As coisas mudaram muito, você mudou, eu mudei. Faz tempo que eu não saio por ai ouvindo uma boa musica e cantando tudo enrolado. Tenho saudade de algumas coisas do passado, são poucas as que gosto de relembrar, mas quase sempre me faz bem lembrar de como era bom chegar em casa e ter o almoço na mesa. Era bom, e quase sempre eu tentava me orgulhar de tudo o que fazia pra mim e pra você. È, você mudou muito, se eu te ver meio de longe eu nem vou saber que você era aquele que eu via com brilho nos olhos. Sim, meus olhos brilhavam por você, meu coração sorria toda vez que faziamos algo juntos, e toda vez que você me perguntava de quem eu gostava mais, e eu respondia sem pensar e sem respirar: VOCÊ, é de você que eu mais gosto. Sim, eu tentava. Eu tentava pegar o maior peixe do rio pra que você pudesse se orgulhar de mim, eu tentava te ajudar no que eu podia, eu tentava, tentei. A verdade é que eu mal consigo me lembrar do momentos bons, afinal os ruins prevalecem agora. Tudo bem, eu tenho o coração sorrindo agora, e mesmo que você aparecesse na minha frente, eu te receberia com um sorriso. Tanta vida jogada fora, tantos sonhos, tanta dor, e cada um no seu espaço. A vida é mesmo injusta, ou será que nós somos? Eu sei a resposta. 

Eu queria te dar um presente, um sorriso, um abraço em todas as datas comemorativas do ano, adoraria chegar em casa e ver você lá. Eu queria poder toda sexta-feira arrumar a mochila com algumas trocas de roupa e voltar só no domingo morrendo de sono porque passei o final de semana inteiro pescando, brincando. Sim, eu sinto falta, mas a vida é outra, e as companhias também, Pai.

You May Also Like

0 comments

Obrigada pela visita :)