Onde iremos sem nos dar as mãos?

by - February 06, 2009

Sinto as horas que se vão, perco o tempo que não vem, não há mais nada que me prende aqui! Não quero mais ficar assim, pra que fingir mais? Tenho que tentar lutar pra esquecer dos dias que fiquei aqui. As coisas são assim e não podemos entender o que realmente pode ser melhor pra nós. Em tudo o que eu acreditei pensei e fiz do impossível o real acontecer.. imprevisíveis sentimentos, ontem a hoje mau sabemos o que vai acontecer. E os meus dias pelas 24 horas, vão me lembrar você. Quando dizem sempre coisas sem sentido, eu me pergunto se realmente entendem o que eu digo. E pra ser sincera: - Já não sei se falo com certeza do que não sei mais. Tantos mapas queimados, cartas, fotos jogadas, meses - que se passam sem notar. Ando mesmo sem rota e sei que é um tanto tarde pra voltar. Alguém me disse que um amor, é a incerteza de outra dor, disse que esperar é saber, e que um novo tempo virá. Porque não estar livre, e não se arrepender das marcas que deixamos dos dias sem viver? Meus olhos te guiam, meus dedos se prendem aos seus como luvas, como o céu e a chuva, você está seguro outra vez. Se um dia acabar, o fim será o começo, da história que contamos.. Do abraço e do beijo. Você estará comigo outra vez. Eu não vim aqui, pra te convencer, nem pra mostrar que o sol se foi. Eu não vim aqui pra me explicar, nem pra dizer que vou partir. É impossível ter você, é impossível entender. Eu não vim aqui pra me torturar, e sim pra dizer que vou estar em todas as partes, em vários lugares, e que sem você, eu também vou viver. Respiro o ar poluído e cinzento, escuto sons que enlouquecem o silêncio... Quero fugir desses dias que sufocam! Os dias passam como aviões, e deixam marcas sem pretensões. Pra toda vida existe um motivo, e quem procura só acha um caminho.

You May Also Like

0 comments

Obrigada pela visita :)